Dicas para quem tem (ou quer ter) pets no apartamento

Ter animais de estimação já é a realidade de muitos brasileiros. Segundo dados do IBGE, o Brasil ocupa a 4ª posição em número de animais de estimação. Os pets ajudam a reduzir o estresse, fazem companhia aos donos, ajudam em questão de timidez e autoconfiança das crianças, dentre outros benefícios. Apesar disso, ter um pet é uma questão delicada e que exige muito planejamento, principalmente se você mora em apartamento. Os animais de estimação são como crianças que precisam de cuidados de higiene, saúde e segurança, o que pode gerar custos altos. Por mais que sejam independentes, como muitos falam sobre os gatos, por exemplo, eles precisam de um dono para fornecer alimentação e cuidados básicos. Hoje vamos dar dicas para quem tem (ou quer ter) pets no apartamento.

1 Pesquise sobre as restrições de animais antes de escolher o seu novo apartamento

Se você já tem um pet ou deseja ter um, terá que ficar atento a este ponto antes de escolher o apartamento dos seus sonhos. Você poderá sim ter o seu pet e muitas jurisprudências já são favoráveis a essa questão quando debatidas judicialmente. Mas alguns edifícios podem estabelecer restrições por meio de regulamentação do condomínio ou decisão em assembleias. Lembre-se que o seu direito não pode tirar o do seu vizinho. Desta forma, pode ser que você tenha que se adequar a exigência de alguns cuidados, como a forma de transporte do animal nas dependências do prédio, não permitir que o seu animalzinho faça as necessidades nos jardins do prédio, dentre outras.

2 Mantenha a segurança

Uma medida muito importante a ser lembrada é em relação à segurança dos seus animais e dos condôminos. A aplicação de telas e grandes nas janelas e varandas é primordial. Essa medida evita possíveis quedas e impede que o gatinho, por exemplo, invada o apartamento do vizinho. Se você tiver um cachorro de grande porte ou que possam causar medo nos vizinhos, caso não tenha como transportá-lo no colo, o indicado é usar uma focinheira nas dependências do condomínio.

3 Seja respeitoso com o seu vizinho

Pode ser que você tenha um vizinho que não goste de animais e lhe questione sobre o seu animalzinho ou até mesmo solicite a saída do seu animal do condomínio, dentre outras medidas. A dica é: seja respeitoso, entenda os limites do seu animal e do seu vizinho, dialogue de forma tranquila para que vocês tenham uma boa convivência sem maiores problemas.

4 Seja responsável pelo bem-estar do seu animalzinho

Como falamos no início deste texto, os animais são como crianças que precisam de cuidados constantes para que tenham boa saúde, estejam seguros e bem cuidados. O mal-estar do seu animalzinho pode fazer com ele fique muito agitado e até cause ruídos extremos. Indicamos que você crie uma rotina de passeio com seu cachorro, assim ele se adapta à rotina diária e pode gastar energia e se divertir. Não encare os passeios como obrigação, mas como uma forma de estar com o seu bichinho e de se exercitar também. Além disso, caso você note algum comportamento diferente do seu animalzinho como latido ou miado diferente, tente entender o mesmo, ele pode estar querendo lhe mostrar alguma situação que fugiu do controle e você não percebeu.

5 Dê brinquedos para seu pet para quebrar a rotina

Acostumar os pets com brinquedos desde filhotes, fazem com que eles se distraiam e evita problemas de estresse que podem leva-los estragar objetos da casa, por exemplo. Além disso, dedique um tempo diário para seu melhor amigo, que assim como os humanos gostam de companhia.

6 Inclua seu pet na sua mudança

Por fim, “não esqueça” o seu pet no processo de mudança. Planeje como será feita a mudança com o seu pet, como será a melhor forma de adaptá-lo ao novo ambiente. No caso dos gatos, mostre os ambientes aos poucos, leve móveis, brinquedos para que ele possa se ambientar melhor. Eles se sentem bem e confiantes em locais altos, então pode ser que nos primeiros dias ele fiquem um pouco mais quietos e aos poucos irão se adaptar. Com os cachorros, coloque-o na coleira e mostre todo o apartamento para que ele se sinta seguro de que você está com ele.

Essas dicas para quem tem (ou quer ter) pets no apartamento são importantes para ter uma boa convivência com os vizinhos, não sofrer punições do condomínio e manter uma rotina saudável para o pet e seu dono. Confira agora os empreendimentos da Construtora Fórmula e para planejar a mudança com o seu animalzinho.

 

Entre em contato com a Construtora Fórmula




Converse no WhatsApp